Facebook
Contato
Mapa do Site
Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade

Notícia

Secretário de Saúde de Mesquita é o novo presidente do Conselho Técnico do Cisbaf


Publicado em: 21/03/2019 20:13 | Fonte/Agência: Comunicação Social CISBAF | Autor: Claudia Souza / Assessora de Imprensa

Secretário de Saúde de Mesquita é o novo presidente do Conselho Técnico do Cisbaf

 

Dr. Emerson Trindade fica à frente das discussões técnicas, e secretário de Caxias, José Carlos, assume a vice-presidência

 

 

Secretários de Saúde da Baixada Fluminense elegeram por unanimidade o secretário de Saúde de Mesquita, Dr. Emerson Trindade, o novo presidente do Conselho Técnico do Cisbaf. A vice-presidência ficou com o secretário de Saúde de Duque de Caxias, Dr. José Carlos de Oliveira. A primeira reunião do ano foi realizada nesta quarta-feira (20), na sede do consórcio, e definiu também a agenda de projetos e as ações regionais prioritárias a serem apresentadas ao ministro da Saúde e ao secretário estadual de Saúde. Participaram os secretários de Saúde de Nilópolis, Claudio Borges Moraes, de Nova Iguaçu, Manoel Barreto, de Queimados, Lívia Guedes, de São João de Meriti, Marcia Fernandes Lucas, o secretário de Saúde Adjunto de Belford Roxo, Arthur Amaral, e a diretora de Urgência de Belford Roxo, Joelma Freitas.

A secretária executiva do Cisbaf, Dra. Rosangela Bello, conduziu o encontro dando as boas-vindas aos gestores e explanando a agenda da saúde regional. Destacou o Marque Fácil (programa de agendamento de procedimentos da atenção especializada implantado pelo consórcio em meados do ano passado). Bello falou da publicação pela SES – Secretaria de Estado de Saúde da Resolução Nº 1788 de 31 de janeiro de 2019, que institui cofinanciamento estadual para ampliação do acesso à atenção ambulatorial em média e alta complexidade no âmbito do SUS. A proposta é captar o recurso para que seja aplicado na Baixada e os municípios se beneficiem dos serviços ofertados pelo Marque Fácil. Os secretários de Saúde de Mesquita e de Nilópolis, municípios que já aderiram ao programa, aproveitaram para elogiar o serviço que vem reduzindo a fila de espera da população para a realização de exames, como ressonâncias, ultrassonografias, colonoscopias, dentre outros.

A expansão da ESF - Estratégia de Saúde da Família em 70%, projeto elaborado e precificado pelo Cisbaf, também foi outro tema da pauta. Os secretários falaram sobre as dificuldades de contratação e fixação do médico, a ausência de leitos de retaguarda, bem como de oferta de alguns serviços especializados, como diálise e hemodiálise.

Bello reforçou a ideia de que Ministério da Saúde e o Governo do Estado precisam ver a Baixada como uma região e que ações isoladas não irão resolver o problema dos municípios. “A Baixada tem um conjunto de propostas para o setor. Só precisamos do apoio efetivo dos entes federal e estadual, já que os municípios já ultrapassaram a sua capacidade financeira para dar conta de tudo, inclusive o que não é a sua obrigação por lei”.

No próximo encontro, a secretária executiva propôs a exibição de experiências exitosas que alguns municípios vêm desenvolvendo, como a regulação na atenção básica implementada por Mesquita, e a regulação hospitalar feita por Duque de Caxias. “A troca de experiências proposta pelo Cisbaf fortalece o município e facilita o trabalho dos demais municípios”, acrescentou o presidente. 

 


Voltar
Top